terça-feira, 19 de julho de 2011

Ai santa!



Eaí, certinho?


Há muito tempo atrás, ouvi uma declaração: O mundo é gay.


Confesso que não dei muita bola até confirmar isso ao entrar no Mc Donald´s. Já reparou como só tem gay atendendo no Mc Donald´s? Será uma política interna nova, de contratarem homossexuais, ou a exposição aos produtos acaba afetando a masculinidade? 


Eu acho que seja política interna, até porque os que não passam no teste de velocidade do Mc Donald´s, vão trabalhar no Bob´s. O que o Mc Donald´s tem de gay, o Bob´s tem de lerdo.


E entre ser atendido bem e rápido por um gay, a perder a fome esperando um sanduíche por um lerdo hétero, sou mais o gay. Até porque a condição sexual não influencia em nada o gosto do sanduíche.


Até porque o milk-shake de morango do Mc Donald´s é maravilhoso, bebida que,  segundo meus amigos héteros, é de gay. Bom, posso não achar interessante o gosto sexual de um gay, mas aplaudo o seu gosto por bebidas.


Mas tem quem, ao contrário de mim, se incomoda com o fato de lidar com um homossexual. É como se estivesse com alguém capaz de transmitir o vírus Gaybola (trocadilho com Ebola) pelo ar, e assim contaminar seu ser maculando sua dignidade e masculinidade. E são essas pessoas que escrotizam tudo.


São pessoas que não aceitam o diferente, talvez por se sentirem ameaçadas, e tentam trazer tudo a sua "normalidade" através de agressões e humilhações. Ou inveja.


Então foi aí que surgiram os grupos de defesa dos gays. Na tentativa de proteger quem quer exercer seu direito de optar de que forma quer buscar sua felicidade. E nessa união fortalecer aqueles que separados são indefesos.


E é aí, que na minha opinião, acontece algo perigoso: Nos tornamos egoístas. O maltrato se torna tão maléfico na vida da pessoa, que essa injustiça passa a ser a única mazela que a pessoa enxerga. Você passa a ignorar que existem pessoas sofrendo coisas piores que o preconceito que você sofre, e se dedica somente àquele que você sentiu na pele.E aí em vez de nos enxergarmos como seres humanos, todos iguais, do que xinga ao que é xingado, passamos a nos dividir em classes, e que o mais forte sobreviva.


A única forma efetiva de proteger essas minorias que sofrem, muitas pagando com a vida, é através de uma lei que as proteja. E é aí que entra uma outra coisa que considero arriscada: Na construção dessa lei, a proteção necessária pra determinado grupo, se tornarem privilégios quase divinos. 


Afinal, toda lei tem uma brecha, e é nessas brechas que os oportunistas se criam.


E quem vai definir o que é preconceito? Ou o que é uma brincadeira de mau gosto sem maldade? Ou uma infelicidade? Quem se habilita a ser o juíz? Sinceramente? Eu não, porque só julga quem está acima, e isso é  algo que não estou.


Sou muito ingênuo. Eu acredito que é possível uma sociedade onde todos se aceitem, e aceitar não significa concordar com os credos, escolhas ou atitudes, mas respeitar, não por medo de uma lei cruel, mas por sabermos que pelo fato de ninguém ser perfeito, ninguém é capaz de julgar o outro. E nessa sociedade, o respeito não vem de uma austeridade, de pessoas sérias, mas de sabermos fazer rir, rir, e pedir desculpas nos exageros, sem sentimentalismos bobos.


O Prancheta Suja me permitiu conhecer muitos gays. Dos quais muitos se tornaram bons camaradas, com quem costumo ter ótimos papos. Aliás, graças a muitos deles que este site sobrevive, sendo divulgado por aí.


E uma coisa que me alegra muito nesse relacionamento, é o respeito. Pois é o respeito que permite você ter uma opinião divergente sobre o que quer que seja o assunto, e no final todos rirmos. Porque não vai ser a escolha sexual que vai definir o caráter de ninguém, senão todo religioso seria honesto com dinheiro... mas isso, é assunto pra outro post.


Bom, essa é minha opinião. Não é uma discussão, porque não sou fã de discussões. Acredito que discussões são uma tentativa de mostrar quem tem o pau maior, e desde já sei que o meu é pequeno. Mas tenho meu direito de expor o que penso, e você de achar idiota. E eu defendo seu direito de achar idiota, a ponto de fazer coro com você. Um coro de idiotas.


Espero que não tenha ofendido ninguém de bem ( se ofendi,me perdoe e me procure pra expor seu lado, menos se você for um pé no saco com necessidade de afirmação e atenção com necessidade de mostrar que está certo só pra se sentir superior), apenas os hipócritas. E fim de papo.



PUBLICIDADE RÁPIDA:

O DIA DOS PAIS VEM AÍ! PRESENTEIE COM UMA CARICATURA! FALE COMIGO, ENTREGA DIGITAL. 
COMPRANDO UMA CARICATURA, VOCÊ PERMITE QUE EU TENHA GRANA PRA COMPRAR O PRESENTE DO MEU PAI.
DXFX_RJ@HOTMAIL.COM




CONHECE MEUS QUADRINHOS? (NÃO CONFUNDA QUADRINHOS COM TIRINHAS, SEMPRE CONFUNDEM) CLIQUE AQUI E DIVIRTA-SE!

Quem puder, me ajuda a divulgar o site? E curtam a página do Prancheta Suja no Facebook! Vê aí do lado direito! Só clicar no Curtir!

E vejo vocês na sexta. É isso, tchau.

18 comentários:

  1. Seus posts são mais que uma terapia =)
    Parabéns pelo seu trabalho!

    ResponderExcluir
  2. Adoorei.. Concordo com tudo, principalmente com a utilização do preconceito.
    Parabéens!

    ResponderExcluir
  3. Vc se supera a cada Post...E esse é um daqueles que brincando a gente fala verdades...Se cada um pelo menos assumisse seu lado intransigente,já estava bom,pq saberíamos por onde começar...Não aceitar é uma coisa,desrespeitar é outra,ofender e barbarizar é absurdo.
    Militantes perdem a noção da realidade,mas mesmo assim,sou a favor do protesto e da movimentação,mas com o mínimo de bom senso...100% gay,100% branco,100%pau no c#.,...tanto faz,todos querem a mesma coisa:Reconhecimento...

    ResponderExcluir
  4. Eu sou leitora mais recente e achei que você iria falar mal mas... Cara, eu concordo exatamente com você, exceto na parte da ingenuidade. A questão é que se houvesse um respeito mútuo, não precisaríamos de lei, não é?
    E no quadrinho que você falou de gay e travesti... É engraçado. Alguns homens gostam e idolatram verem duas mulheres se beijando, mas odeiam e sente nojo de dois homens se beijando... Ué, mas não são homossexuais do mesmo jeito? Eu não entendo esse "respeito egoísta". Eu hein.

    Outra coisa, que não tem muuuito haver com o post é algo que já sofri vááárias vezes. Toda vez que eu falo algo como... Assim, achando normal uma pessoa ser gay, sempre perguntão "Você é gay?". Dá um óóódio isso! Dá até vontade de responder "Eu também não sou uma árvore mas eu sou contra o desmatamento sem uma reposição." ¬_¬

    Em tempo, já provou o milkshake do Bob's de Napolitano? É um napolitano disfarçado, a maior parte é de morango e tem pedacinhos de morangos, é gostoso mas nem todas as lojas dos shoppings por aqui tem.

    Beijocas! :D

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, cara!

    Parabéns pelo trabalho, a cada dia o blog fica melhor!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Achoque a questão de ter leis contra homofobia não é uma questão de separação é algo pra estacionar a onde de violência até porque não há respeito e as estatisticas de crimes contra gays só cresce.

    Se fossemos conscientes e tivessemos respeito pelo proximo não seria preciso mas infelizmente não dá mais pra acreditar no bom senso das pessoas e ser agredido andando na rua pq está de mãos dadas com seu namorado ou como ocorreu ontem em Brasilia onde pai e filho andavam abraçados e um teve a orelha arrancado pq acharam q eram um casal.

    ResponderExcluir
  7. Gostei e concordo, o que já é rotina..rs

    Acredito que cada um tem o DEVER de ser feliz, não interessa como, sem considerar a orientação sexual, que não é escolha e não molda o caráter de ninguém. Só pra constar: os maiores FDPs/monstros/etc do mundo, são hétero.

    Como se diz: "Cada um no seu quadrado", cuidando da sua vida. E de preferência, com respeito.

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo trabalho e da sua forma de dar opinião!

    ResponderExcluir
  9. Como a Mila disse, você se supera a cada post!
    Em um tema tão delicado, você conseguiu expor através do desenho a realidade de forma simples, que não deixa de levar à reflexão. Parabéns mesmo!
    Confesso que também sou ingênua e torço muito pro dia em que haja respeito entre ambas as partes, que os pensamentos de um grupo ou instituição não sejam mais impostos na composição de opiniões, e que o princípio de respeito e amor ao próximo impere sobre qualquer tipo de preconceito. Parece utópico, mas por que não acreditar?

    A hipocrisia e o individualismo do ser humano leva à discussões como essa. Seja por uma questão cultural, de crenças, mas todos se esquecem que devem amar ao próximo como a si mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Cara, sem palavras, serio, achei muito boa sua forma de se expressão e os desenhos dão um toque especial as ideias apresentadas. Ja tinha visto outros posts seus e gostei tambem, mas decidi comentar nesse agora porque achei perfeito, muito simples, mas direto e coerente, nossa... parabens!

    ResponderExcluir
  11. Nem tenho muito pra falar. Seu post ficou excelente. É exatamente isso que eu penso: ninguém é obrigado a GOSTAR, mas todos somos obrigados a RESPEITAR. E todos devemos ser tratados como IGUAIS.

    ResponderExcluir
  12. Excelente post. Esse vale levantar da cadeira e bater palmas.

    ResponderExcluir
  13. Mto bom, doug...Adorei o post

    Abração

    ResponderExcluir
  14. Super coerente em todas as afirmações :] Não tem haver com concordância e sim com RESPEITO. E além do mais, cada um tem a liberdade de conduzir sua vida da forma que achar mais feliz *-* E ninguém tem o poder de julgar.. AMEI o post! :*

    ResponderExcluir
  15. Adorei o post!Você abordou o assunto com muito humor,mas sem apelar, de forma leve e bem descontraída,você fica melhor a cada dia. Nossas escolhas devem ser respeitadas, isso se chama tolerância, por que sem pre vai existir gente que concorda com a gente e gente que não vai concorda com nossas ideias, mas nem por isso devemos deixar de respeitar, é o que nos faz humanos. Parabéns

    ResponderExcluir
  16. Eu sempre morro de preguiça de comentar em blogs, mas dessa vez eu tenho que dizer: Esse post tá PERFEITO!!!! Sem mais.

    ResponderExcluir
  17. EStou aqui quase que aplaudindo de pé!
    parabéns, foi um dos melhores post seu que eu li, adorei sua forma de expor sua opinião.
    excelente trabalho!

    ResponderExcluir