terça-feira, 28 de junho de 2011

Entre tapas e beijos





Eaí, certin?


O inverno chegou, e pra alguns o inferno. Inferno porque não suportam passar frio sozinhos. E o frio, junto do espelho, realça tanto as falhas de caráter quanto os defeitos físicos, resultado de anos de sedentarismo, preguiça e gula. Não é o caso de vocês, queridas leitoras. (90% das pessoas que acessam são mulheres).


Mas tem os que passam acompanhados, de sua cara-metade que o tempo mostra que não era tão metade assim, no máximo 1/3. 


Mas mesmo assim estão acompanhados no inverno. Isso que importa.


Mas aí, tem casal que tá junto, mas parece que não tá.


Provavelmente você conhece algum casal assim, ou dupla, como preferir chamar, que acham que relacionamento é apenas um jogo de War onde o objetivo é dominar a psiquê do outro até ão restar mais vida inteligente nela.


Geralmente relações que se baseiam em dominar o outro não duram muito. Porque a premissa pra dar certo é calar o outro lado, deixar o outro lado nulo, sem voz. Se bem que não é isso que a elite e os formadores de opinião fazem com a gente? E funciona...




Isso é irônico. Talvez você esteja num relacionamento onde vocês sejam pessoas saudáveis, maduras, conscientes e nada dá certo. Já aquele casal que você não dá nada por eles, vivem brigando, se depreciando, com duas pessoas que podiam ser internadas imediatamente se mantém juntos.


Qual o problema com o mundo?




E sabe quem as vezes sofre mais com isso? Quem se mete. Mas bem feito, ninguém manda querer fofocar.




Até porque esse tipo de relacionamento é que nem fazer um castelo com cartas de baralho: O mísero deslize e já era. Então, se funciona, pra que você vai se meter?




O mundo é estranho. Viver é mais.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------

AFIM DE COMPRAR UMA CARICATURA? OU UMA TIRINHA? CLIQUE AQUI!

QUER LER MEUS QUADRINHOS? CLIQUE AQUI E DIVIRTA-SE!

Até sexta.

Quem puder, me ajuda a divulgar o site? Assim você o mantém vivo.

É isso, tchau.

5 comentários:

  1. Tenho amigas que levam o namoro só na briga. Ficam brigando com seus namorados, enchendo minha cabeça, pra depois me ligarem e dizerem que já fizeram as pazes e tá tudo bem, e o ciclo é sem fim. Poderia inclusive nomear uma a uma nas tirinhas, hahaha =)

    ResponderExcluir
  2. Amo o modo como você vê o mundo! E quer saber? Sempre concordo com tudo! Rs! Prancheta suja é bom d+!!! Parabéns mais uma vez! =*

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post, como sempre... Também tenho a impressão de que os relacionamentos mais (muito mais)passionais tem uma vida útil maior, em compesação a vida útil da mobília....
    Pode parecer contradição ou o que for, mas ainda prefiro um meio-termo, viver a base de brigas ou com alguém que seja capacho não me atrai..
    A passionalidade é uma delícia ou pode ser, muito melhor que amorzinho-mimimi, desde que não seja doentia, como tem se tornado, ao final um sendo refém do outro, acabando em homicídio seguido de suicídio.

    ResponderExcluir
  4. ótimo,ótimo mesmo.
    SUAHSAUHSAUH devia ter falado das brigas pq uma pessoa é dramatica, faz pressão, briga e não liga pra resolver. USAHSUAHSUAHS

    ResponderExcluir
  5. matheus brendown2 de julho de 2011 21:16

    parabens, otimo

    ResponderExcluir